Gunnm [OVAs] - Gally, o anjo de batalha.



Eu inspirado por um post do Elfen Lied Brasil acerca da obra Dragon's Heaven, onde fora mencionado a "década dos OVAs" que foi os anos 80, resolvi falar sobre OVAs também, embora fuja um pouco da década de oitenta, pois datam de 1993, a lógica ainda permanece a mesma, de animar apenas alguma parte do mangá inspirador das animações, e neste caso foram dois arcos do magnífico mangá Gunnm, ou Battle Angel Alita para quem estiver habitualizado com a versão americana.



Vamos ao dados técnicos, a animação de Gunnm conta com dois episódios de aproximadamente 30 minutos cada, sendo produzidos pela Madhouse, com exibições respectivas dos dois episódios em 21 de junho de 1993 e 21 de agosto do corrente ano. Baseados como já havia dito, no clássico cyberpunk de mesmo nome de autoria de Yukito Kishiro. O mangá contou com 9 volumes publicados mensalmente de 1990 à 1995, bem como conta com uma continuação sendo serializada de 2001 até hoje, Gunnm: Last Order. Trata-se de um mangá voltado para a demografia seinen, mas é um completo battle-shounen por assim dizer, no entanto, devido a abordagem de temas psicológicos e violência elevam a faixa etária indicada. Não vou falar do mangá aqui, mas devo dizer que trata-se de uma das minhas obras preferidas, o desenvolvimento dos personagens é fantástico, Gally a protagonista evolui a cada arco, está em constante transformação enquanto busca um lugar para si, bem como os demais personagens que não ficam para trás no quesito desenvolvimento. A ação não fica para trás, as batalhas são sempre fantásticas e bem desenvolvidas, da gosto ver Gally, com sua prepotência de guerreira, lutar e derrotar seus inimigos, não sem até chegar a humilhá-los de vez em quando.

Montanha de lixo que despenca de Zalem em Scrapyard ou Cidade da Sucata, que cresceu em volta como uma favela.
Cidade de Zalem vista no pôr-do-sol.

Gally encontrada no lixão pelo Dr. Ido.

E do que se trata a obra (OVAs)? Gunnm ou Battle Angel Alita se passa em um mundo pós-apocalíptco, onde nos é mostrada a cidade de Scrapyard, isso mesmo, ferro-velho, não sem razão, pois o mundo de Gunnm possui uma formação curiosa. Scrapyard tem esse nome devido a montanha gigantesca de lixo concentrada no centro da cidade, lixo este proveniente de uma cidade que flutua acima de Scrapyard, Zalem ou Tepheres na versão americana. Fica claro uma divisão social, os habitantes de Zalem vivem uma vida confortável na cidade flutuante, enquanto todo o lixo produzido ali desce para Scrapyard onde formou-se uma sociedade decadente e viciosa em torno do lixão, no entanto, Scrapyard está sob o jugo cruel de Zalem, que mantém Scrapyard na linha, definindo suas leis e punindo os transgressores. Digno de nota que ninguém pode ir até Zalem, há um proibição expressa punida com a morte. Também vale dizer algo sobre os ciborgues, uma vez que são algo totalmente natural em Scrapyard, quando alguém por exemplo quebra um braço, é mais fácil substituir por um robótico, e por assim vai, estes transplantes mecânicos acabam saindo mais em conta do que tratamento médico que deve ser quase inexistente, então a maioria dos habitantes não passam de ciborgues.



Um pouco de Scrapyard, detalhe para as prostitutas ciborgues, alguém encara?


Neste contexto nos é apresentaado Daisuke Ido, um cirurgião de robôs que fora expulso de Zalem (nota-se que para punir transgressores Zalem envia seus habitantes como exilados para Scrapyard, sendo facilmente reconhecidos por uma marca na testa) ao vasculhar o lixão em busca de partes úteis acaba receptando um sinal vital, vindo de uma carcaça de um robô feminino a qual segundo ele estava ai há muito tempo, então ele resolve levá-la para casa e reconstruir seu corpo, a batizando como Gally (Alita na versão americana) o nome de seu falecido gato, uma vez que Gally não tem qualquer recordação de sua vida anterior e nem do seu próprio nome.


Gally despertada pelo Dr. Ido.
Gally com um novo corpo.

No entanto, Ido leva uma vida dupla, enquanto de dia é um cirurgião cibernético (médico de robôs), a noite ele é um guerreiro caçador, uma espécie de caçador de recompensas, umas vez que não há polícia em scrapyard apenas são colocados preços pelas cabeças do criminosos, sendo criada então a associação de guerreiros caçadores para esta função de "limpeza" social, contudo Gally não sabe da vida dupla dele.



Martelo foguete, interessante arma do Dr. Ido.



No entanto nem tudo são flores, certa vez Gally resolve seguir Ido e descobre a realidade, enquando o dr. Ido enfrentava uma dupla de ciborgues perigosos ela desperta habilidades de luta incomuns presentes em seu subconsciente, bem como uma vontade inata para combater, decidindo então, seguir a carreira alternativa de Ido como caçador de recompemsas, a contragosto deste.







Embora Gally não possu idade definida por ser uma ciborgue sua idade é indeterminada, ao ser recriada pelo dr. Ido e assumir um papel por assim dizer de "filha", ela acaba por manter por um tempo um estilo de vida de uma jovem garota, tanto é que ela se apaixona por um garoto, Yugo, técnico de máquinas o qual possui fixação por um sonho, ir para Zalem, devido a uma tragédia de seu passado, quando seu irmão mais velho tentou construir um balão para chegar lá e foi morto por um caçador de recompensas por transgredir a lei. Desde este acontecimento fatídico Yugo não mede esforços para alcançar seu objetivo, tanto é que se torna um criminoso e começa a roubar "colunas-vertebrais" de ciborgues, uma vez que estas partes da maioria dos ciborgues ainda são humanas, e por isso são um tanto raras de se encontrar sobrando por ai, por isso possuem um valor considerável. Salienta-se que Yugo fora enganado por um traficantes de partes humanas, que prometeu uma passagem para Zalem, obviamente uma grande mentira diante da impossibilidade de um habitante de Scrapyard ir até Zalem. No entanto, mesmo com este sonho deturpado, Gally resolve lhe ajudar a juntar dinheiro trabalhando como caçadora de recompensas.







Ocorre que neste meio tempo, somos apresentados a uma personagem exclusiva dos OVAs, Chiren, uma voluptuosa cientista exilada assim como Ido, no entantto ela ainda sonha poder voltar para Zalem e também, como Yugo fez, torna-se aliada de Vector, o dito traficante de partes humanas. O ciborgue derrotado por Gally quando esta descobriu seus poderes chamava-se Grewcica e era um psicopata ávido por comer cérebros, bem como um renomado campeão de batalha entre ciborgues que é um esporte bem popular em Scrapyard, sendo então reconstruído por Chiren que além de servir Vector quer acertar as coisas com Ido, provando ser melhor que ele, o que dá ensejo a primeira grande batalha dos OVAs e por fim o desfecho do primeiro OVA.





Já no segundo OVA o enfoque é a relação entre Gally e Yugo, tomando um viés mais emocional, rolando até um beijo entre eles, como se fossem duas crianças inexperientes, embora Gally já possuísse um passado bem conturbardo segundo o mangá. No entanto, Yugo é descoberto como ladrão de espinhas, então lhe é imposta uma recompensa por sua cabeça, o que atrai o caçador de recompensas que já havia matado seu irmão. Enfim, este segundo OVA termina em um momento trágico que marca completamente a vida de Gally e a faz partir para uma nova vida como jogadora de motorball (mas isto é no mangá, acabei me empolgando!).



 


Como havia dito, os OVAs em si, eles abrangem os dois primeiros arcos do mangá, os quais possuem um enredo bem fechado o que facilita a adaptação destes trechos, contudo foram feitas muitas "mutilações" da obra original, como por exemplo, retirar a profundidade dos vilões, como o primeiro vilão do mangá, Makaku, e olha que é raro ter um vilão tão bem trabalhado logo de cara em um mangá, contudo é característica de Gunnm desenvolver de maneira magistral todos os personagens, com uma profundidade no que tange a personalidade dos personagens que é digna de nota. No entanto nos OVA's, a fim de deixar o enredo redondinho pra os OVAs, muitas mudanças foram feitas, como por exemplo, o brutamontes comedor de cérebros Grewcica existe apenas nos OVA's, no mangá ele é o primeiro vilão a dar as caras e ponto chave do primeiro volume, e se chama Makaku e como eu disse acima, embora seja baseado no mesmo personagem, é algo muito bem desenvoldido, além do que Makaku é um verme humanóide que se aloja em hospedeiros a fim de ficar mais poderoso para saciar sua fome por cérebros. E outra coisa, ele foi construído por Desty Nova, vilão central de Gunnm, um cientista maluco sem limitações morais, um indivíduo tão cômico quanto vilanesco que é impossível não simpatizar com ele de certa forma, mas isto foi uma escolha acertada se o plano foi realmente fechar a estória em dois OVAs sem deixar muitas pontas soltas, embora eu preferisse uma maior fidelidade ao mangá, mesmo que a estória ficasse solta no ar.



 
No mangá, o primeiro corpo de Gally, por ser um modelo civil não feito para batalhas, acaba destruído em sua primeir luta, sendo então reposto por um corpo que o doutor Ido havia guardado, o Berserker, de procedência não terrena e que se adapta perfeitamente à guerreiros, e que possibilita à Gally utilizar seus golpes de plasma. Já nos OVAs fica implícito que foi Ido que construiu este corpo, por ser o único que Gally utiliza em ambos.



 


Nos aspectos técnicos quanto a mim me agrada muitíssimo essa ambientação cyberpunk, a cidade repleta de favelas, metal, lixo, criminosos, jogatina e demais vícios de toda a natureza, juntamente com uma paleta de cores escuras criam uma atmosfera única de decadência social, onde prevalece a lei  do mais forte, sendo que nenhum rosto apresenta sinais de esperança nesta ambientação decadentes, apenas Gally que "nasceu" de novo como uma "tabula rasa" sem quaisquer memórias é capaz de sonhar com um futuro melhor, tornando-se alegre ao observar as pequenas coisas da vida, se bem que tem Yugo, mas eu o enquadro como alguém possui um desejo doentio, e se torna cego para alcançá-lo, destituído da pureza de Gally, além de já ter sido esmagado pela cidade, desejando com todas suas forças livrar-se deste fardo. Sem esquecer uma boa quantidade de violência e gore pra dar e vender, com direito à algumas tripas dando sopa por aí. A trilha sonora é bem eficiente para quem gosta de ritmos do começo dos anos 90, criou um ambiente interessante ao assistir tais OVA's, inclusive, quanto ao tema de encerramento é possível sentir plenamente esta época da música, gostei bastante, embora algumas faixas sejam bem inferiores, mas o balanço geral é positivo. E também as vezes a trilha não acompanha a animação, uma faixa não tão adequada a um momento de luta por exemplo.





A animação é um espetáculo a parte, ainda mais por se tratar de uma obra do começo dos anos 90, a ação é fluída e suave, a execução das piruetas por Gally não deixam a desejar. As batalhas são intensas e vívidas, a violência explícita contrasta com a feição angelical de Gally, notadamente quando ela pinta os olhos com o sangue do cachorro, ou quando entra em furor de batalha a fim de ajudar o dr. Ido. A animação também não deixa a desejar nos momentos de drama, como quando Gally chora ou fica desesperada.

Gally como personagem funciona bem, possui uma personalidade um tanto quanto ambígua, meiga e doce quando bem tratada, mas pode assumir uma personalidade rebelde e feroz com o mínimo de provocação, fica bem interessante quando se pensa que o nome foi inspirado em um gato, já que geralmente gatos agem desta forma. mas penso que tal personalidade seja derivada de seu "espírito de guerreira", beirando entre a compaixão com quem necessita de ajuda com a arrogância de uma guerreira. O que faz dela uma personagem não tão rasa como a maioria dos protagonistas de estórias de ação, tendo como já dito, um desenvolvimento eficiente ao longo do mangá. Penas estarmos restritos aos OVAs.





Infelizmente não há espaço, como já dito, para um desenvolvimento adequado dos personagens, seria interessante ver animado o passado do dr. Ido e como ele chegou no ponto que chegou. A relação entre Gally e Yugo, embora breve, serviu para dar um ar de romance, romance que foi destruído pelas ambições de Yugo, mas que serviu para inserir uma aura mais densa na obra, culminando no desfecho da mesma.

Fora isso ficou tudo muito vago, a motivação de Chiren em atacar Ido para provar que é melhor é totalmente destituída de sentido, uma vez que no máximo ocorreu um atrito entre os dois acerca de suas motivações, uma vez que o dr. Ido leva uma vida "feliz", embora difícil em Scrapyard e Chiren nunca aceitou seu destino. Então vejo isso como uma péssima opção de enredo para dar ensejo a uma batalha. Contudo, Chiren nutre sentimentos além da amizade pelo dr. Ido, mas não fica claro se houve uma rejeição por parte de Ido ou apenas ela que não aceitou ficar com ele por ambos possuirem uma filosofia de vida antagônica, se be que Chiren mostrava-se bem animada em algumas cenas mais quentes com o traficante Vector, embra seja sabido do seu mero intuito de obter uma passagem de volta para Zalem, e sim, ela iria certamente voltar para Zalem, só que de uma forma nada agradável, nada mesmo.




No fim das contas, chego a conclusão que estes OVA's são uma mutilação da obra-prima que é o mangá, mas mesmo assim não chega a ser ruim, por experiência própria, assistir estes dois OVA's foram o empurrão para eu poder ter lido o mangá. Sabe quando você fica enrolando algo pra ler ou assistir durante bastante tempo mas não sabe se começa ou não ai fica empurrando com a barriga... foi bem assim que aconteceu comigo. Então posso afirma com total convicção que se você assistir isso, necessitará ler o mangá por um dever moral consigo mesmo! Comigo pelo menos bateu uma curiosidade avassaladora em continuar a explorar aquele mundo decadente junto à Gally, descobrir o porque daquela cidade flutuante, o passado de Gally e tudo mais. Então fica uma recomendação com condições, recomendo assistir primeiro e começar a ler depois, ou se quiser começar a ler o mangá sem ter assistido também é uma boa opção, mas sei que embora não agregue nada à obra original, não chega a ser uma perda de tempo total, pois você terá gasto uma hora da sua vida com um clássico cyber-punk de boa qualidade, ainda mais por ser algo de duas décadas atrás.

Ahh, e a título de informação, o diretior James Cameron tem planos para transformar Gunnm em um "live-action", mas devemos esperar um bom tempo para isso... até terminar a franquia de Avatar... talvez nem chegue a se concretizar, mas segundo ele, que não chega a ser um grande fã de mangás, Gunnm é sua obra favorita, e deseja que sela ele a idealizar este filme, não querendo passar a bola para nenhum outro diretor, quem sabe né, esperança é a última que morre, embora eu nem seja fã de grandes produções holywoodianas, é sempre bom ver uma adaptação de algo que a gente goste, mesmo que se decepcione com o resultado, pois esse é o risco do negócio.

Pra finalizar eu ia colocar um vídeo do Youtube da música de encerramento, mas o Blogger resolveu não cooperar comigo, então segue o link, confiram, é anos 80 puro, embora seja de da década de 90: Cyborg Mermaid.

E por fim, achei interessante esta representação de Gally ou Alita como preferirem. Eu particularmente acho a Gally do mangá muito mais bonita, o mangá em si está tranquilamente em meu top 10 de artes mais bonitas, e a Gally vai evoluindo junto com sua personalidade no que diz respeito da aparência, tomando uma postura mais madura, ao longo de mais de 200 capítulos se somados a série clássica e sua continuação Last Order.
            Gally presente nos OVA's                 Gally do começo do mangá        Gally do Last Order 



Comentários

Postagens mais visitadas